Categorias
Espiritualidade Sociedade

Respiração: um ato de magia

Conheça os exercícios respiratórios adotados pelos praticantes de ioga, que trazem vitalidade e ajudam a desenvolver a intuição e clarividência 

(Silvia Lakatos)

Alguns monges da Índia renunciam a todos os prazeres e bens materiais para levar uma vida inteiramente devotada aos deuses e à busca da perfeição espiritual, e ao que tudo indica podem permanecer por muito tempo sem comer nem beber. Isso porque eles conseguem, com exercícios respiratórios apropriados, absorver o prana (a energia que alimenta e dá vida a todos os seres) do ar e, dessa forma, manter uma saúde perfeita. E mais: graças ao controle da respiração, eles também conseguem dominar a mente, as emoções e os sentidos, o que lhes permite desenvolver a clarividência, a intuição e o poder de cura. 

Mesmo sem ser um desses monges, você também pode melhorar sua saúde e desenvolver seus poderes mentais e espirituais por meio dos exercícios respiratórios da ioga. Para isso, basta obedecer às dicas que damos a seguir:

Para os músculos do aparelho respiratório

  • Fique em pé.
  • Inspire profundamente. 
  • Retenha o ar por quatro, oito ou doze segundos. 
  • Abra bem a boca.
  • Expire vigorosamente pela boca.

Para fortalecer o diafragma

  • Fique de pé.
  • Inspire lenta e profundamente. 
  • Retenha o ar pelo maior tempo possível. 
  • Entrelace fortemente os dedos, estirando os braços para frente e para os lados várias vezes.
  • Relaxe os braços e expire pela boca.

Para estimular a circulação

  • Fique de pé. 
  • Inspire profundamente. 
  • Retenha o ar pelo maior tempo possível.
  • Incline o corpo para frente, apertando fortemente as mãos. 
  • Volte à posição inicial. 
  • Expire pelas narinas. 

Para o aprimoramento mental

  • Sente-se ou deite-se de costas. 
  • Inspire por um segundo. Mentalize que uma luz dourada envolve sua cabeça.
  • Retenha o ar por quatro segundos e mentalize que a luz se intensifica.
  • Expire contando até dois. Mentalize que a cor dourada permaneceu impregnada no seu cérebro.

Para relaxar

  • Deite-se de costas.
  • Inspire lentamente, contraindo todos os músculos do corpo.
  • Retenha o ar por dois segundos.
  • Expire e relaxe o corpo completamente, como se estivesse derretendo no chão.

Para acabar com a insônia

  • Deite-se de costas.
  • Feche os olhos.
  • Inspire profundamente e visualize o prana penetrando em todo seu o corpo.
  • Visualize uma névoa branca penetrando pelos pés e saindo pela cabeça.
  • Expire lentamente.

Para controlar as emoções

  • Deite-se ou sente-se.
  • Inspire e mentalize que uma luz violeta penetra pelas suas narinas e se espalha pelo seu corpo.
  • Retenha o ar por quatro segundos. 
  • Expire em dois segundos, mentalizando que todas as coisas indesejáveis estão sendo eliminadas da sua vida.

Para a transformação interna

  • Sente-se.
  • Inspire profundamente.
  • Retenha o ar por quatro segundos.
  • Estire os lábios para frente, como se estivesse dando um beijo em alguém, e mantenha-os entreabertos.
  • Expire fortemente pela boca.
  • Retenha por um segundo o ar que permaneceu em seus pulmões.
  • Expire pela boca como se soltasse pequenos jatos de ar, até esvaziar completamente os pulmões.

Para expandir a aura

  • Sente-se.
  • Inspire durante um segundo e imagine o prana sendo absorvido pelo seu corpo.
  • Retenha o ar por quatro segundos.
  • Expire em dois segundos e mentalize que sua aura adquire uma luminosidade azul-celeste, ao mesmo tempo que se dilata.

A prática de exercícios respiratórios é muito antiga e sempre ajudam a alcançar o bem-estar, então não deixe de realizá-los!
Aproveite também e siga Claudiney Prieto e Brendan Orin no Instargam!

Categorias
Espiritualidade

Oferenda aos orixás

A força dos orixás pode ser partilhada pelos homens. E uma forma de ter mais acesso a essa força – o axé – é cultivar as plantas e árvores que eles preferem ou lhes oferecer as flores e os frutos correspondentes. Para fazer a oferenda aos orixás, basta você ter a flor escolhida num ambiente da sua casa, sempre mentalizando que ela vai colocá-lo em contato com o deus. Ou comer o fruto, mentalizando que ele vai lhe trazer o axé do deus correspondente. Essa preferência tem a ver com as características da divindade, expressas nos mitos a respeito dela. 

Você pode captar mais intensamente a energia dos deuses do candomblé oferecendo-lhes as flores e frutos apropriados

(Cadu Silveira)

Para saber quais são as flores e os frutos preferidos pelos orixás e fazer sua oferenda, oriente-se pelo roteiro abaixo, que contém as preferências de sete dessas divindades. 

Nanã
Está associada às águas e à terra, que recebe os mortos e de onde brotam as colheitas. Alguns mitos a consideram mulher de Oxalá, criadora do mundo e mãe de todos os deuses. Favorece a prosperidade.
Flores: hortênsia e manacá.
Fruta: jaca dura

Oxum
Linda e muito vaidosa, simboliza o aspecto feminino e representa o poder de gestação da mulher. Está associada à água dos rios, que fecunda a terra e gera riquezas. Protege a gravidez.
Flor: rosa-amarela.
Fruta: banana-prata

Iemanjá
É a mãe dedicada, descrita como mulher de Oxalá em alguns mitos. Na África é deusa do rio; no Brasil, a muito amada deusa do mar. Favorece o relacionamento com os filhos.
Flor: palma branca.
Fruta: graviola e pêssego

Iansã
Orixá dos ventos e das tempestades. Seus filhos costumam ser de temperamento inconstante. Sua cor é o vermelho. É mulher de Xangô e o aspecto feminino dele, segundo diversos mitos. Traz energia e vitalidade. Flor: rosa-chá.
Fruta: manga-rosa

Xangô
O orixá da justiça, é o senhor do fogo. Está associado ao vermelho, à força que assegura a vida e a reprodução do universo. Ajuda na resolução de questões judiciais.
Flor: palma-vermelha.
Frutas: caqui e fruta-do-conde.

Obaluaê
O rei dos espíritos do mundo, está relacionado à cor negra da terra, ao segredo e à morte, e também ao vermelho e ao fogo causado pela febre. Ajuda a prevenir e até curar doenças.
Flor: quaresma.
Fruta: banana-da-terra

Ogum
Guerreiro e caçador, criador das armas e instrumentos de ferro, é o desbravador, o orixá que abre os caminhos. Seus filhos costumam ter temperamento violento. Traz força e coragem.
Flor: cravo-branco.
Fruta: manga-espada.

Não deixe de seguir Claudiney Prieto e Brendan Orin no Instagram!

Categorias
Astrologia Espiritualidade

O instrumento mágico de cada signo

Cada pessoa pode desenvolver a própria intuição de uma maneira diferente. A astrologia dá a dica de como você pode deixar se manifestar o mago que existe dentro de você

Vani Resende

Todos nós nascemos com um potencial intuitivo que, ao longo da vida, pode se manifestar com maior ou menor intensidade. Isso vai depender da maneira como lidamos com nossa espiritualidade. Pela análise do planeta regente de cada signo, a astrologia ajuda a descobrir qual é a maneira mais adequada de você desenvolver sua espiritualidade, sua intuição e seus poderes extra-sensoriais e indica o instrumento mágico que o auxiliará nessa jornada. Mas isso não significa que outros meios não sejam válidos: apenas podem ser menos eficientes. Verifique, a seguir, qual é o oráculo, a prática espiritualista ou a escola de mistérios que mais tem a ver com seu jeito de ser.

Áries
Seu signo é regido por Marte, o deus da guerra na mitologia romana. Isso indica que a melhor maneira de você desenvolver sua intuição é por meio das runas, o oráculo dos vikings, um povo também guerreiro. 

Touro
Seu signo é regido por Vênus, o planeta da harmonia. Amante da arte, você sente verdadeiro fascínio pela beleza das cartas do tarô e, graças a essa afinidade, encontra facilidade para interpretá-las. 

Gêmeos
Seu signo é regido por Mercúrio, o planeta do intelecto e da comunicação. Isso o faz ter necessidade de compreender as coisas, em vez de apenas aceitá-las. Você se dará bem estudando em escolas iniciáticas. 

Câncer
Seu signo é regido pela Lua, planeta associado à paranormalidade. A prática da cartomancia lhe permite soltar a imaginação e desenvolver dons paranormais, como a vidência e a capacidade de prever o futuro. 

Leão
Seu signo é regido pelo Sol, o planeta da luz e da consciência. Você tem uma grande necessidade de entender as coisas com clareza e se identifica com o jogo de búzios, pois as mensagens dos orixás são sempre muito claras e diretas. 

Virgem
Seu signo é regido por Mercúrio, o planeta da intelectualidade. Perfeccionista e detalhista, você possui uma incrível capacidade de interpretar as complexas mensagens do I Ching, o milenar oráculo chinês.

Libra
Seu signo é regido por Vênus, o planeta do amor e da sensibilidade. Receptivo às energias sutis, você pode desenvolver seus poderes por meio da prática de magia branca, ou seja, pela invocação dos anjos.

Escorpião
Seu signo é regido por Plutão, o planeta do mistério e da sexualidade. O caminho indicado para sua evolução é o tantrismo, uma filosofia indiana que permite atingir a iluminação por meio de práticas sexuais. 

Sagitário
Seu signo é regido por Júpiter, o planeta da expansão. A prática mais indicada para sua evolução espiritual é a ioga, que lhe permitirá ampliar sua consciência e enxergar a realidade com outros olhos. 

Capricórnio
Seu signo é regido por Saturno, o planeta da responsabilidade. Realista, você se dá bem com coisas relacionadas ao elemento terra. Assim, práticas com cristais são as mais indicadas para sua evolução. 

Aquário. Seu signo é regido por Urano, o planeta da coletividade. Preocupado em compreender a sociedade com um todo, você tem uma grande identificação com a astrologia, um eficiente instrumento nessa tarefa. 

Peixes. Seu signo é regido por Netuno, o planeta da espiritualidade. O estudo da numerologia é indicado para você, pois lhe permite penetrar no inconsciente das pessoas e, ao mesmo tempo, se prender à lógica.

Clique aqui em conheça o curso gravado pelo Bruxo e Astrólogo Brendan Orin!

Categorias
Espiritualidade

Especial: formas de meditação

Sentar-se em silêncio, fechar os olhos, respirar calmamente. Ou, se preferir, ficar algumas horas entoando mantras. Ou, ainda, pular batendo com os calcanhares no chão. Há mil maneiras de meditar. O importante é interromper o fluxo de pensamentos que inquietam a nossa mente para dar lugar à intuição e aos outros poderes que ultrapassam a simples capacidade de raciocínio.

A meditação tem suas raízes na tradição hindu, mais especificamente entre os iogues, que sempre a utilizaram como um instrumento de controle da mente para ampliar as faculdades paranormais. E quem descobriu que a meditação poderia levar à iluminação espiritual foi o príncipe hindu Sidarta Gautama, o Buda: ele revelou aos seus discípulos que meditar é o caminho mais seguro para se autoconhecer e vencer as ilusões do mundo material. Porém a meditação não está restrita aos mestres orientais: santos e místicos do Ocidente como Santa Tereza D’Ávila e São João da Cruz fizeram da meditação uma ponte de ligação com Deus. 

Formas de meditação

Conheça algumas das mais importantes escolas de meditação e seus métodos, para que também possa buscar a iluminação.

Bhákti-Ioga

A bhákti-ioga é a ioga da devoção. Seus seguidores acreditam que apenas o amor é capaz de levar o homem ao encontro da essência divina. Devido a isso, adotam como princípios a não-violência, a tolerância e o respeito.

A meditação é utilizada como um meio de libertar a mente das amarras impostas pelos sentidos de apego e de rejeição. Segundo Vraja Devi Dasi, coordenadora do Instituto Ratna de Cultura Indiana em São Paulo, “o ser humano vive dividido entre o apego às coisas das quais ele gosta e a ojeriza pelas coisas das quais ele não gosta. Isso gera ansiedade, estresse e cansaço mental”. A meditação, durante a qual os praticantes de bhákti-ioga entoam mantras, permite vencer essa dificuldade e alcançar o equilíbrio. 

Para meditar segundo os preceitos da bhákti-ioga, proceda da seguinte maneira:

1. Sente-se com a coluna ereta e os ombros relaxados.

2. Repita quantas vezes quiser o mantra Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna, Krishna, Hare, Hare. Hare Rama, Hare Rama, Rama, Rama, Hare, Hare.

Raja-ioga

A Raja-ioga é a ioga da meditação. Seus adeptos procuram criar novos padrões de pensamentos, ocupando a mente com ideias agradáveis, capazes de afastar imagens negativas. Dessa maneira, emoções negativas cedem lugar à lucidez e à consciência plena do momento que se está vivendo. 

Segundo a professora Luciana Marques de Souza Ferraz, da Universidade Espiritual Mundial Brahma Kumaris, “os três aspectos fundamentais da raja-ioga são a busca do conhecimento e do autoconhecimento, a absorção e o desenvolvimento de boas qualidades e o serviço pelo bem da humanidade”. Ela acrescenta que a obediência a esses princípios ajuda a entrar em harmonia consigo mesmo e em sintonia com o ritmo do cosmo, alcançando, assim, um estado de perfeição e de bem-aventurança.

Para meditar segundo os preceitos da raja-ioga, proceda da seguinte maneira:

1. Sente-se confortavelmente, feche os olhos e relaxe.

2. Deixe que um pensamento qualquer venha à tona. Não importa se é uma cena bonita ou feia. Simplesmente permita que seu pensamento aflore e observe, como se estivesse olhando para ele de um lugar muito distante. Procure se sentir distante de verdade.

3. Agora imagine que está observando a si próprio como se fitasse um desconhecido, como se fosse um viajante olhando a paisagem através da janela de um trem. Quem é essa pessoa que vê o mundo pela janela dos olhos? Visualize que é um peregrino, não na sua forma física, mas na sua forma essencial de luz.

4. Repita várias vezes: Os pensamentos sobre o que fiz, sobre o que tenho para fazer e sobre minhas responsabilidades estão fora da janela. Volto minha atenção exclusivamente para mim. Sou um ser de luz, que brilha no centro da testa desse viajante. Meu corpo é valioso, mas sou mais do que um corpo. Sou um ponto de energia consciente, e irradio paz e luz. Libero todo meu potencial, pois abandonei as correntes que me prendiam.

5. Retorne aos poucos para o corpo do passageiro do trem – seu próprio corpo – e procure se conscientizar das coisas à sua volta. Procure sentir a textura dos objetos, os aromas, a temperatura ambiente. Por fim, abra os olhos.

Budismo Tibetano

O budismo tibetano faz da meditação um instrumento para se libertar dos sofrimentos do mundo. E, segundo Francesco Prevosti, ex-monge budista no Tibete e atual coordenador do Centro de Dharma de São Paulo, “a meditação leva o praticante a um tal estado de consciência que ele pode até determinar os rumos de suas futuras encarnações”.

Para meditar segundo os preceitos do budismo tibetano, proceda da seguinte maneira:

1. Sente-se com a coluna ereta, as pernas cruzadas à frente do corpo e os olhos e os lábios entreabertos.

2. Concentre-se no ritmo da sua respiração, mantendo-a tranquila e ritmada.

3. Ao expirar, imagine que os bloqueios, as doenças e as coisas ruins saem de você como se fossem uma fumaça preta. Em seguida, ao inspirar, imagine que as energias puras penetram pelas suas narinas como uma névoa branca que purifica suas células e suas emoções.

4. Visualize uma imagem de Buda. Procure “ver” uma luz branca saindo dessa imagem e penetrando em você pelo alto de sua cabeça.

Zen-Budismo

Originário do Japão e muito difundido também na China, o zen-budismo propõe uma vida serena, baseada na aceitação dos fatos e na prática do bem. Para os adeptos dessa filosofia, a meditação é um instrumento que permite olhar para dentro de si mesmos. Segundo Tamara Katz, que há 17 anos pratica meditação zen-budista, “as consequências naturais desse tipo de trabalho são o equilíbrio emocional e o autoconhecimento”.

Para meditar seguindo os preceitos do zen-budismo, proceda da seguinte maneira:

1. Escolha um local com iluminação suave e onde não corra o risco de ser interrompido.

2. Sente-se com a coluna ereta e os olhos entreabertos.

3. Pouso o dorso da mão esquerda sobre a palma da mão direita e enconste a ponta da língua no céu da boca.

4. Respire lentamente pelas narinas, procurando levar o ar até o abdômen.

5. Permaneça em silêncio o maior tempo possível.

Meditação da Observação

O guru indiano Bhagwan Shree Rajneesh – ou Osho, como era chamado pelos seus discípulos – desenvolveu centenas de técnicas de meditação. “O fundamento básico da meditação é a observação”, explica Uiara Cunha Lima, do Osho Institute. “Quando você medita sobre seu corpo, por exemplo, percebe que ele não é você, pois aquilo que pode ser observado não pode ser o observador. Depois, você observa sua mente e suas emoções e percebe que sua essência está além das definições. A meditação faz a pessoa se conscientizar do que ela é de fato”, completa Uiara. 

Para meditar seguindo os preceitos de Osho, proceda da seguinte maneira:

1. Respire de maneira forte e rápida, até se sentir aquecido.

2. Grite com força e pule, batendo os calcanhares no chão. Encha bem os pulmões de ar e grite Ru!, expirando de uma só vez.

3. Fique alguns minutos em silêncio, observando suas reações.

Tantra Yôga

O tantra-yôga e a ioga da libertação. Seus adeptos levam uma vida saudável, baseada na alimentação vegetariana e na vivência plena da sexualidade. O mestre tântrico indiano Ananda Ram explica que “o tântrico vive em meditação. Ele medita ao comer, ao nadar, ao dormir. Mas também usa técnicas específicas, na busca da iluminação”. 

Para meditar segundo os preceitos do tantra-yôga, proceda da seguinte maneira:

1. Sente-se, com as pernas cruzadas à frente do corpo, num local tranquilo e silencioso.

2. Acenda um incenso de sândalo e, de olhos fechados, inspire e expire pelas narinas até sentir o corpo bem relaxado.

3. Visualize uma luz alaranjada envolvendo seus órgãos sexuais. Imagine que essa luz penetra pelo seu corpo e se eleva até o alto da cabeça. Nesse ponto, ela se abre numa flor de lótus transparente e cristalina.

4. Abra os olhos e permaneça no local, respirando profundamente até o incenso chegar ao fim.

Swásthya-Yôga

O swásthya-yôga é a ioga da saúde e do bem-estar, e seus adeptos cultuam a alegria e a liberdade. “Para o praticante de swásthya-yôga, a meditação é um meio de parar a mente e, assim, atingir o estado de super-consciência. Dessa maneira, a pessoa sai da normalidade e atinge a paranormalidade”, explica o professor De Rose, fundador da Universidade Livre de Yôga. Segundo ele, a meditação nos permite acessar nossa intuição e, assim, passamos a compreender melhor as coisas visíveis e ainda desenvolvemos a percepção das outras realidades. As pessoas que praticam meditação também mantêm o equilíbrio emocional e a saúde mental sempre perfeita. 

Para meditar segundo os preceitos da swásthya-yôga, proceda da seguinte maneira:

1. Sente-se de maneira confortável, com a coluna ereta, num ambiente pouco iluminado.

2. Acenda uma vela e olhe fixamente para a chama, evitando qualquer pensamento.

3. Quando sentir que a mente está vazia, terá atingido o objetivo da meditação.

Existem diversas formas de meditação, escolha uma que mais te agrada e afaste as energias negativas!

Categorias
Espiritualidade Sociedade

Cheiros de magia

Usado há milhares de anos por magos e sacerdotes, os incensos são um canal de comunicação com os deuses e nos proporcionam paz. 

Silvia Lakatos

Em todas as tradições religiosas do mundo, o incenso sempre esteve presente como um instrumento de elevação espiritual e de comunicação com os deuses. Além disso, o incenso também é responsável pela energização de anjos, espíritos e outros seres do plano astral. E, como cada aroma está associado a determinado tipo de energia, cada tipo de incenso nos coloca em sintonia com uma força espiritual específica, que atua sobre nosso corpo físico e também sobre nossas emoções e nossa espiritualidade.

O uso de incensos não está restrito aos templos ou a sacerdotes e iniciados: você também pode usá-los para purificar o ambiente e encontrar pleno equilíbrio físico e emocional. Mas, para que os efeitos do incenso sejam totalmente benéficos, é necessário seguir algumas regras básicas. Por exemplo: nunca se deve acender incensos de aromas diferentes ao mesmo tempo. Isso causaria uma espécie de “linha cruzada” no plano astral, como se você estivesse enviando várias mensagens e nenhuma delas ficasse muito clara. Evite também usar isqueiros: os fósforos são mais antigos e a força da tradição é muito importante nas práticas mágicas. Por fim, lembre-se que a fumaça do incenso é a “mensageira” nos nossos desejos. Por isso, ao acender um incenso, procure estar com a mente serena e ter boas intenções.

Rituais para purificação

Para fazer um ritual de limpeza na sua casa, no seu templo ou local de trabalho, o primeiro passo é abrir todas as janelas para que assim as energias se renovem. Depois, acenda quantas varetas de incenso quiser e deixe-as queimar até o fim. É aconselhável fazer esse trabalho de purificação uma vez por semana, inclusive no banheiro.

Para fazer um trabalho de purificação pessoal, sente-se relaxadamente e coloque uma vareta de incenso acesa sob a cadeira. Faça uma oração (de preferência o pai-nosso) e deixe o incenso queimar até o fim.

Para fazer um trabalho de purificação a dois, uma das pessoas fica deitada de bruços enquanto a outra movimenta uma vareta de incenso acesa, como se desenhasse um 8 nas costas da que está deitada. Depois, invertem-se as posições. Esse ritual permite equilibrar os chacras – os centros de energia do corpo – e ajuda a prevenir doenças, além de proporcionar serenidade emocional e elevação espiritual.

Conheça alguns cheiros de magia

A seguir, relacionamos 32 aromas de incensos que podem ser encontrados em varetas, suas finalidades principais e os chacras a que eles estão associados: 

ACÁCIA

Efeitos: Proporciona vitalidade física e aumenta a autoconfiança. Favorece os assuntos materiais e incentiva a busca espiritual. Purifica ambientes. 
Chacra: Básico. 

ALECRIM

Efeitos: Ajuda a superar o cansaço e afasta lembranças de experiências amorosas negativas. É excelente para quem pratica ioga ou artes marciais. 
Chacra: Básico. 

ALFAZEMA

Efeitos: Proporciona equilíbrio emocional e coragem para ir em busca da realização dos ideais afetivos. Favorece também a prática da oração. 
Chacra: do Plexo Solar.

ALMÍSCAR

Efeitos: Tem efeitos afrodisíacos, principalmente se for usado pela mulher, pois desperta o desejo sexual masculino. É recomendado para quem não tem preferência religiosa definida. 
Chacra: Básico.

ÂMBAR

Efeitos: Proporciona um aprimoramento da sensualidade, aumenta a responsabilidade e favorece a prática de lutas marciais e tai chi chuan. 
Chacra: Umbilical. 

ANGÉLICA

Efeitos: Torna a pessoa mais afetiva, generosa e gentil. É especialmente adequado para pessoas que se identificam com as doutrinas cristã e espírita.
Chacra: Cardíaco.

ARRUDA

Efeitos: Proporciona segurança e proteção espiritual. Eficiente na eliminação de energias negativas, é muito apreciado pelos adeptos dos cultos afro-brasileiros, que o utilizam na purificação de ambientes. 
Chacra: Umbilical. 

BENJOIM

Efeitos: Estimula sentimentos de fé, esperança, generosidade e compaixão. Desperta a criatividade e favorece os trabalhos artísticos e literários. É indicado, também, para a prática de oração e meditação.
Chacra: Laríngeo e cardíaco.

BERGAMOTA

Efeitos: Proporciona autoconfiança e ajuda a pessoa a ter mais consciência das suas qualidades, induzindo-a a lutar pelas coisas que deseja, principalmente no amor. Indicado para os praticantes de artes marciais, tai chi chuan e meditação. 
Chacra: do Plexo Solar.

CAMOMILA 

Efeitos: Proporciona saúde física e favorece as práticas de ioga e oração. Seu uso constante desenvolve a calma, a disciplina e a criatividade. 
Chacra: Umbilical. 

CANELA

Efeitos: Proporciona autocontrole e ajuda a conter a agressividade e a regularizar o apetite. É indicado para quem não tem religião mas deseja se dedicar mais a espiritualidade. 
Chacra: Básico. 

CEDRO

Efeitos: Proporciona vitalidade e força física e faz aflorar a sensualidade. É indicado também para a purificação de ambientes, pois atrai vibrações e harmonia. 
Chacra: Básico.

CRAVO

Efeitos: Proporciona saúde física e afasta sensações de medo, insegurança e rejeição. É bastante apropriado para as pessoas que praticam ioga e meditação ou que apreciam as religiões indígenas. 
Chacra: Básico.

JASMIM

Efeitos: Proporciona maior resistência física, auxiliando no combate ao estresse e ao esgotamento nervoso. É indicado para as pessoas que assumem muitas atividades e também para aquelas que apreciam seguir várias correntes religiosas ao mesmo tempo. 
Chacra: Umbilical.

KALI-DANDA

Efeitos: Favorece a intuição, o poder de concentração e a expansão da consciência. Composto de vários ingredientes, entre eles mirra, sal grosso, arruda, cânfora e carvão, esse incenso é indicado para purificar ambientes e para acompanhar qualquer tipo de prática espiritual, principalmente ioga, meditação e artes divinatórias. 
Chacra: Frontal.

LAVANDA

Efeitos: Estimula a criatividade, a inteligência e a sensibilidade. É indicado para as pessoas que trabalham com arte ou ensino e favorece qualquer tipo de estudo, principalmente de assuntos esotéricos. 
Chacra: Laríngeo. 

LIMÃO

Efeitos: Proporciona purificação física, emocional e espiritual e é muito eficiente quando usado durante massagens e outras terapias. Favorece as práticas de ioga e oração.
Chacra: Umbilical.

LÓTUS

Efeitos: Proporciona grande expansão de consciência e profundo autoconhecimento. Ajuda a superar lembranças negativas. É indicado para quem se identifica com o budismo e para os praticantes de meditação. 
Chacra: Coronário.

MADHUBAN

Efeitos: Favorece a vitalidade sexual e desperta qualidades como a disciplina, o autocontrole e a responsabilidade. É indicado para práticas de ioga e para purificar o ambiente antes de fazer amor. 
Chacra: Básico.

MADRESSILVA

Efeitos: Aguça a sensibilidade e torna a pessoa mais amorosa e gentil. Ajuda, também, a se desprender das coisas materiais e a superar o egoísmo. Quando utilizado na purificação de ambientes, atrai harmonia. É indicado para quem se dedica à prática de oração. 
Chacra: Cardíaco.

MIRRA

Efeitos: Estimula a intuição e a sensibilidade. É indicado principalmente para as pessoas que se identificam com a fé cristã ou que se dedicam às práticas de oração e meditação.
Chacra: Frontal. 

MOGRA

Efeitos: Estimula a criatividade e tem efeitos favoráveis sobre o estado físico e emocional de gestantes, beneficiando também o feto. É indicado para a prática de orações em agradecimentos a bênçãos recebidas. 
Chacra: Umbilical. 

MUSK

Efeitos: Desenvolve a coragem, o autocontrole e a disciplina, mas também desperta o desejo sexual. É indicado para as pessoas que têm dificuldade em concluir projetos ou em lutar pelo que desejam. No aspecto espiritual, está associado às religiões orientais, principalmente o budismo e o taoísmo. 
Chacra: Básico.

OLÍBANO

Efeitos: Estimula o senso prático e a objetividade. É indicado para purificar ambientes, pois atrai prosperidade e afasta energias ligadas a conflitos e mágoas. É eficiente para acompanhar novenas e outras práticas que exijam perseverança. 
Chacra: Básico.

ORQUÍDEA

Efeitos: Proporciona equilíbrio emocional e aumenta a sensibilidade. É indicado para purificar o ambiente de trabalho, pois ajuda a encontrar soluções para problemas práticos. 
Chacra: Cardíaco. 

PATCHOULI

Efeitos: Desenvolve o autocontrole e a objetividade. Seu uso constante elimina problemas com raiva e ansiedade e ajuda a encontrar equilíbrio sexual. Favorece, também, as práticas de artes divinatórias.
Chacra: Básico. 

ROSA BRANCA

Efeitos: Traz tranquilidade e lucidez e favorece a percepção extra-sensorial. É indicado para estudiosos de ciências ocultas e praticantes de magia. 
Chacra: Frontal.

ROSA MUSGO

Efeitos: Favorece a intuição e ajuda a organizar os pensamentos. É indicado para quem se dedica a estudos esotéricos e à prática de meditação. 
Chacra: Frontal. 

ROSA VERMELHA

Efeitos: Ajuda a controlar as paixões e a superar velhos medos. Beneficia também a saúde física e estimula a sensibilidade artística. É indicado para quem deseja desenvolver a fé.
Chacra: Umbilical.

SÂNDALO

Efeitos: Estimula a intuição e ajuda a expandir a consciência e a desenvolver poderes de clarividência e clariaudiência. Favorece a busca do autoconhecimento e é apropriado para as práticas de ioga e meditação. 
Chacra: Coronário.

VERBENA

Efeitos: Estimula a fé, amplia a memória e desperta a intuição. Relacionado à fertilidade, é indicado para mulheres que desejam engravidar. Além disso, ajuda a superar tristezas. 
Chacra: Umbilical.

VIOLETA

Efeitos: Beneficia a saúde física, sendo indicado para praticantes de tai chi chuan e artes marciais. Ajuda a recuperar a autoestima e a confiança e elimina problemas como o orgulho e o egoísmo. Está associado à tradição religiosa egípcia e favorece a prática de artes divinatórias. 
Chacra: do Plexo Solar.

Quer ficar por dentro de outros cheiros de magia? Clique aqui e conheça o curso de Aromaterapia!

Categorias
Espiritualidade

A paisagem do seu elemento interior

Qual elemento interior compõe o seu espírito?

Imagine que você é o personagem central da figura abaixo e veja qual é o elemento do cenário que atrai mais sua atenção: a ave no céu, o Sol, as montanhas ao longe, o mar aos seus pés. O aspecto da paisagem que você mais se identifica vai revelar os principais traços que definem sua personalidade, sua verdade interior.

C:\Users\Tiziana\Documents\coisas da vivi\Clau - Artigos\revista pt\WhatsApp Image 2020-07-29 at 13.06.36 (2).jpeg

Montanhas

Se você escolheu as montanhas, seu elemento é a terra. Você é extremamente prático e realista, tem grande capacidade de trabalho, poder de realização e sabe como ganhar dinheiro e outros bens materiais. Outro aspecto bastante favorável da sua personalidade é a determinação – mas tome cuidado para que ela não se transforme em teimosia.

Ave

Se você escolheu a ave, seu elemento interior é o ar. Entre seus traços mais positivos estão a inteligência e o poder de comunicação, a agilidade mental, a originalidade, a versatilidade e o senso crítico. Este último, porém, pode se tornar excessivo. Além disso, sua capacidade de empreender mais de uma atividade ao mesmo tempo talvez o leve a dispersar suas energias, sem definir suas prioridades e sem se dedicar de corpo e alma a qualquer uma delas. Assim, faça o possível para não transmitir uma imagem de superficialidade ou inconstância.

Mar

Se você escolheu o mar, seu elemento é a água. Você é profundamente emotivo, protetor e dedicado aos seus familiares e amigos. Entre seus aspectos mais positivos estão o altruísmo, a generosidade e uma aguçada intuição. Mas às vezes sua emotividade e sensibilidade fazem com que você acabe se machucando.

Sol

Se você escolheu o Sol, seu elemento é o fogo. Você é extremamente vital, dotado de liderança e dinamismo, espírito de iniciativa e tende a ter uma vida sexual intensa. Além disso, você adora aparecer, e tem uma profunda consciência do seu valor e exige que as outras pessoas o reconheçam. Em certas circunstâncias, porém, essa proclamação do seu próprio valor se torna exagerada, e você transmite a imagem de uma pessoa orgulhosa e cheia de vaidade.

Quer saber mais sobre o elemento interior que rege o seu ser?
Siga Claudiney Prieto e Brendan Orin no Instagram!