Categorias
Espiritualidade Sociedade

A energia da aurora

Use a seu favor a intensa energia emanada pelo Sol na hora em que ele nasce.

Fortemente associado, no inconsciente de todos os homens, ao recomeço da vida, o nascer do Sol sempre foi visto como um momento mágico, valorizado pelas antigas civilizações. Os sábios chineses, por exemplo, ensinam que as primeiras horas da manhã são as melhores para absorver o chi (energia do universo) e obter saúde e longevidade. Na Índia, o raiar do Sol simboliza a vitória dos devas (seres da luz e do bem) sobre os rakshasas (elementais que atuam nas trevas e incitam as pessoas aos excessos, ao crime, e à loucura). No Egito, as sacerdotisas celebravam a chegada de Rá, deus Sol, com cânticos e danças rituais. Já os magos da Idade Média viam o nascer do Sol como o instante em que os anjos descem do céu para destruir os demônios da noite. Todas essas crenças resultaram em técnicas e cerimônias especiais para captar a energia desse momento mágico. Conheça a seguir três desses rituais e a forma de praticá-los.

Meditação

Essa técnica de origem chinesa, consiste em fazer seu sol interno nascer ao mesmo tempo que o Sol cósmico surge no horizonte.  Praticada várias vezes, ela permite expandir a consciência e a intuição. No início, pode ser que você não consiga fazer as mentalizações, mas, com o tempo, aprenderá a se concentrar e visualizar adequadamente.

1. Levante-se bem antes do Sol nascer, tome um banho e vista roupas brancas.

2. Sente-se na posição de lótus, com a coluna ereta e as pernas cruzadas à frente do corpo.

3. Feche os olhos e procure sentir o corpo relaxado.

4. Visualize um sol de cor alaranjada nascendo na altura do umbigo.

5. Imagine que o calor emanado por esse sol aquece todo o seu corpo, enquanto uma luz dourada o envolve completamente.

6. Visualize o sol elevando-se do seu umbigo até seu coração. Imagine que dessa região parte uma grande e bela ave branca que voa para longe, levando com ela todas as suas tristezas.

7. Imagine que esse sol se eleva ainda mais, até chegar no centro energético localizado entre as sobrancelhas. Faça então o sol ganhar uma intensa coloração dourada e subir para o alto da cabeça, de onde ele se expandirá até explodir como uma luz que se junta à do Sol cósmico.

Banho de luz

Esse banho é feito com uma poção à base de ingredientes associados ao Sol, semelhante às usadas pelas bruxas na Idade Média. Extremamente poderoso, ajuda a aumentar o nosso brilho pessoal.

1. Num domingo, levante-se quando o céu ainda estiver escuro.

2. Ferva sete folhas de alecrim, sete cravos-da-índia, sete pedaços de canela em pau e uma colherinha de chá de semente de girassol com 1,5 litro de água.

3. Às 6 da manhã, tome um banho completo, lavando inclusive a cabeça, e jogue a poção do pescoço para baixo.

4. Enrole-se numa toalha branca ou vista um roupão branco bem confortável. Fique descalço ou calce chinelos de pano ou plástico (não use nada de couro, pois a vibração desse tipo de material não é adequada a nenhum ritual de alta magia).

5. Vá para fora de casa ou para um aposento de onde possa ver o Sol. De pé, com os braços relaxados ao longo do corpo, repita sete vezes: Eu sou a luz do Sol, eu tenho a energia do Sol e posso emanar o calor e a luz do que vem do Sol.

6. Visualize uma luz vermelha que vem do Sol e penetra no seu corpo. Imagine que, aos poucos, essa luz se torna alaranjada, amarela e, finalmente, dourada.

7. Encerre o ritual no máximo às 7 da manhã, estendendo as mãos para o céu e entoando esta oração: Eu tenho o poder do Deus Sol, senhor da fertilidade e da prosperidade. Eu sou a luz do Sol que anuncia o alvorecer. Eu sou o poder do nascimento e da ressurreição. Eu tenho o poder da energia e da transformação.

Pranayama do amanhecer

Os pranayamas são técnicas respiratórias originárias da ioga e servem para restaurar a saúde, melhorar a oxigenação do sangue e reequilibrar as emoções. A palavra pranayama vem do sânscrito, a língua da Índia antiga, e quer dizer controle (yama) da energia vital (prana). O pranayama que ensinamos a seguir deve ser praticado exclusivamente pela manhã, tão logo o dia comece a clarear.

1. Feche os olhos e fique de pé, de frente para o Sol.

2. Inspire, elevando os braços até a altura dos ombros.

3. Mentalize que o prana penetra por todo o seu corpo.

4. Retenha o ar e abra os braços. Em seguida, expire baixando os braços vagarosamente.

5. Visualize a luz do Sol se espalhando pelo seu corpo.

6. Faça o exercício durante dez minutos e encerre pronunciando o mantra Om Suryaia Namaha (que significa “Eu saúdo o Sol” em sânscrito).

Siga Claudiney Prieto e Brendan Orin no Instagram para saber mais como utilizar a energia emanada pelo nascer do Sol!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *